Como propor ao meu parceiro que a gente use brinquedos durante as relações?

O portal da Revista Nova tem uma editoria que se chama Sexo no Divã que mostra perguntas dos interrnautas relacionadas a sexo e respostas dadas pela psicóloga Laura Muller, especialista em sexualidade.
Como o nosso assunto aqui no blog é sobre sensualidade e, por que não, sexualidade, reproduzo a opinião da Laura sobre o uso de acessórios eróticos na relação.

PERGUNTA: Tenho muita vontade de inserir brinquedos sexuais nas relações com meu namorado, mas tenho medo da reação que ele possa ter com essa idéia. Como devo fazer para convencê-lo a apimentar as transas com brinquedos, mas sem assustá-lo?

RESPOSTA: O primeiro passo é investigar o que ele acha dessa história de brinquedos eróticos. Será que ele vai gostar? Quais tipos ele gostaria e quais não? Ele toparia ir numa sex shop escolher com você? Ou olhar um catálogo ou algum site de venda para escolherem juntos? O que ele pensa desses brinquedos? Confira tudo isso com ele. Outra possibilidade é surpreendê-lo com algo que você acha que ele vai gostar e, a partir daí, iniciar um bate-papo sobre até onde ir, o que incluir ou não etc. Siga sua intuição: se você tem medo da reação dele, vá com calma e comece de um jeito bem light. Assim você consegue colocar para ele um desejo seu sem correr o risco de assustá-lo além da conta.

Se o problema é ir até a sex shop, clique aquie e conheça a sex shop virtual Estação Lua. Boas compras e boas fantasias!

Anúncios

Mulheres investem em jogos sensuais para satisfazer maridos

Está na essência feminina, elas dizem, cada vez mais liberadas na hora de exibir seu vasto arsenal de sedução. As mulheres são hoje as principais consumidoras dos sex-shops no mundo inteiro, investem na auto-estima e no poder e lançam mão de todas as artimanhas para enlouquecer seus parceiros.

E quando o assunto é pouca roupa, a estudante Alice, 24 anos, é especialista. Ela e o marido, o empresário Carlos, 32 anos, costumam visitar a boate de strip-tease Cicciolina, em Copacabana, para ritual que apimenta a rotina: Alice vira dançarina e tira a roupa para ele. Após um brinde com espumante, vão embora felizes.

“Macarrão puro é bom e todo mundo gosta, mas se jogar um queijo ralado por cima fica muito melhor”, diz Alice. O casal não economiza tempero e freqüenta também a festa para casais 18A, no Hotel Ibiza, no Rio de Janeiro, onde ela já se cobriu inteira de açúcar para uma brincadeira entre amigos.

Na busca de artifícios para o prazer, elas estão na dianteira, como atesta o empresário Ralf Furtado, dono de uma rede de sexshops, com duas lojas exclusivas para a mulherada.

“As mulheres são menos inibidas dentro de um sexshop, sabem o que querem e consomem mais que os homens”, diz Ralf.

“Tem que detonar o cara. Fazê-lo olhar para você e não querer mais nada, saber quem está no comando”, resume Karen, que há dois anos ouve diariamente os desejos femininos. “A mulher às vezes teme ser vista como promíscua, preocupada com o que os outros vão pensar. Precisa de um ‘empurrãozinho’ para se liberar”, diz Karen.

Outra brincadeira legal que as mulheres gostam muito e que ajuda a aquecer um momento íntimo é o jogo de cartas ou dados que os parceiros podem usar durante uma relação.

A sexshop online Estação Lua oferece diferentes alternativas de jogos eróticos para os amantes apimentarem ainda mais a relação. Veja abiaxo alguns

Baralho kamasutra Baralho kamasutra
Jogo da Paixão (2 Dados) Jogo da Paixão (2 Dados)
Jogo das Posições (1 Dado) Jogo das Posições (1 Dado)